[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 21 de Junho de 2018
notícias : Água Clara

30/05/2018 as 08h02 / Por (Diario Digital)

Exército escolta caminhões ao interior de MS; Água Clara continua sem combustíveis

Conforme Sinpetro, 40 municípios do Estado ainda estão sem combustível

Imprimir
(Foto: Marco Miatelo) -
- Ocultar Galeria

Carros do Exército e militares em motocicletas estão escoltando caminhões de combustível para cidades do interior de Mato Grosso do Sul. Na tarde desta terça-feira, 29 de maio, chamou atenção um comboio com quatro caminhões sendo escoltados na BR-262, saída para Três Lagoas, em Campo Grande.

A escolta aos caminhões foi uma medida autorizada pelo governo federal para garantir o abastecimento das cidades brasileiras que estão sofrendo escassez de combustíveis desde que teve início à greve dos caminhoneiros,  um movimento nacional pela redução no valor do diesel e outras pautas. Em MS, a paralisação entrou hoje no 9º dia.

Conforme balanço divulgado pelo Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes (Sinpetro) há combustível em 80% dos postos de combustíveis de Campo Grande e, inclusive não há mais filas, e 70% em Dourados.

Contudo, ainda há 40 municípios sem abastecimento, entre os quais estão Água Clara, Bonito, Cassilândia, Ribas do Rio Pardo e Cassilândia.

Balanço - De acordo com o balanço parcial divulgado pelo Centro de Coordenação de Operações do Comando Militar do Oeste (CCOp CMO), até o momento foram realizadas: 72 escoltas de comboios de combustível, sendo disponibilizados 124 mil litros de querosene de aviação, 1 mi e 138 mil litros de óleo diesel, 866,5 mil litros de gasolina, 186 mil litros de etanol e 6 mil e 720 quilos de gás liquefeito de petróleo.

Este transporte foi realizado nos seguintes eixos de transporte de cargas: Campo Grande (MS) – Cuiabá (MT), Campo Grande – Três Lagoas, Campo Grande – Dourados, Campo Grande – Corumbá, Cuiabá – Rondonópolis e Cuiabá – Comodoro.

Conforme o CMO, desde a sexta-feira passada, dia 25, os militares trabalham juntos com os Órgãos de Segurança Pública Estaduais e Federais na Operação São Cristóvão, desencadeada em virtude da greve dos caminhoneiros que se estende por todo País.

A atividade cumpre o determinado no Decreto Presidencial nº 9.382, de 25 de maio de 2018, que autorizou o emprego temporário e episódico de meios das Forças em ações de Segurança Pública, no período de 25 de maio a 04 de junho e tem como objetivo principal o reestabelecimento dos serviços essenciais à população.

Situação de emergência - O governo do Estado decretou hoje Situação de Emergência em função da greve dos caminhoneiros. Além da falta de combustíveis, o governo alega desabastecimento de supermercados e suspensão de serviços na área de saúde. Devido à Situação de Emergência, as forças de segurança poderão ser mobilizadas "para garantir a livre circulação dos meios de transporte necessários à distribuição de gêneros de primeira necessidade e a prestação de serviços essenciais.”

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Mbappé bate recorde, põe França nas oitavas e elimina Peru
Vídeo de sexo entre alunos no ônibus escolar causa polêmica em Três Lagoas
Roda de ambulância cai quando transportava paciente em MS e MP instaura inquérito
Dinamarca e Austrália empatam com golaço de Eriksen e VAR
© Copyright 2012 . Portal Água Clara