/** PIXELS **/ /** PIXELS **/ Exército escolta caminhões ao interior de MS; Água Clara continua sem combustíveis - Portal Água Clara
[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
banner
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 23 de Maio de 2019
notícias : Água Clara

30/05/2018 as 08h02 / Por (Diario Digital)

Exército escolta caminhões ao interior de MS; Água Clara continua sem combustíveis

Conforme Sinpetro, 40 municípios do Estado ainda estão sem combustível

Imprimir
(Foto: Marco Miatelo) -
- Ocultar Galeria

Carros do Exército e militares em motocicletas estão escoltando caminhões de combustível para cidades do interior de Mato Grosso do Sul. Na tarde desta terça-feira, 29 de maio, chamou atenção um comboio com quatro caminhões sendo escoltados na BR-262, saída para Três Lagoas, em Campo Grande.

A escolta aos caminhões foi uma medida autorizada pelo governo federal para garantir o abastecimento das cidades brasileiras que estão sofrendo escassez de combustíveis desde que teve início à greve dos caminhoneiros,  um movimento nacional pela redução no valor do diesel e outras pautas. Em MS, a paralisação entrou hoje no 9º dia.

Conforme balanço divulgado pelo Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes (Sinpetro) há combustível em 80% dos postos de combustíveis de Campo Grande e, inclusive não há mais filas, e 70% em Dourados.

Contudo, ainda há 40 municípios sem abastecimento, entre os quais estão Água Clara, Bonito, Cassilândia, Ribas do Rio Pardo e Cassilândia.

Balanço - De acordo com o balanço parcial divulgado pelo Centro de Coordenação de Operações do Comando Militar do Oeste (CCOp CMO), até o momento foram realizadas: 72 escoltas de comboios de combustível, sendo disponibilizados 124 mil litros de querosene de aviação, 1 mi e 138 mil litros de óleo diesel, 866,5 mil litros de gasolina, 186 mil litros de etanol e 6 mil e 720 quilos de gás liquefeito de petróleo.

Este transporte foi realizado nos seguintes eixos de transporte de cargas: Campo Grande (MS) – Cuiabá (MT), Campo Grande – Três Lagoas, Campo Grande – Dourados, Campo Grande – Corumbá, Cuiabá – Rondonópolis e Cuiabá – Comodoro.

Conforme o CMO, desde a sexta-feira passada, dia 25, os militares trabalham juntos com os Órgãos de Segurança Pública Estaduais e Federais na Operação São Cristóvão, desencadeada em virtude da greve dos caminhoneiros que se estende por todo País.

A atividade cumpre o determinado no Decreto Presidencial nº 9.382, de 25 de maio de 2018, que autorizou o emprego temporário e episódico de meios das Forças em ações de Segurança Pública, no período de 25 de maio a 04 de junho e tem como objetivo principal o reestabelecimento dos serviços essenciais à população.

Situação de emergência - O governo do Estado decretou hoje Situação de Emergência em função da greve dos caminhoneiros. Além da falta de combustíveis, o governo alega desabastecimento de supermercados e suspensão de serviços na área de saúde. Devido à Situação de Emergência, as forças de segurança poderão ser mobilizadas "para garantir a livre circulação dos meios de transporte necessários à distribuição de gêneros de primeira necessidade e a prestação de serviços essenciais.”

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Mais de 200 mil trabalhadores tem direito ao abono salarial em MS
Maiores de 14 poderão praticar tiro com autorização dos dois pais
Novo decreto garante posse de fuzil para donos de imóvel rural
Homem é preso com R$ 9 mil em notas falsas no interior de MS
© Copyright 2012 . Portal Água Clara