/** PIXELS **/ /** PIXELS **/ Ar-condicionado deixa conta até 70% mais barata; veja modelos - Portal Água Clara
[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
Água Clara/MS . 11 de Novembro de 2019
notícias : Economia

06/11/2019 as 11h15 / Por Yuri Hildebrand (tt)

Ar-condicionado deixa conta até 70% mais barata; veja modelos

Imprimir
- A Samsung é uma das marcas que oferecem modelos Inverter no Brasil ? Foto: Divulgação/Samsung
- Ocultar Galeria

Os aparelhos de ar-condicionado Inverter prometem ser uma opção mais econômica para refrigerar o ambiente. De acordo com fabricantes como Samsung e LG, por exemplo, essa tecnologia pode economizar de 40% a 70% de energia em relação a modelos tradicionais. No Brasil, já existem diversos produtos do tipo no mercado, com preços bastante variados.

Portanto, na hora de comprar um novo ar-condicionado, pode ser interessante considerar um modelo Inverter. Pensando nisso, o TechTudo falou com o professor Filipe Marangoni, da Universidade Técnica Federal do Paraná (UTFPR), que vai ajudar a entender como funciona a tecnologia a seguir.

Como funciona?
O nome Inverter indica a presença de um inversor de frequência. Segundo o professor Filipe Marangoni, essa característica permite ao aparelho controlar a velocidade de rotação dos motores elétricos. No caso de um ar-condicionado com a tecnologia, os dispositivos controlam ainda a potência dos compressores. “Na prática, um aparelho Inverter chega mais rápido na temperatura desejada e logo diminui a rotação do compressor”, diz Filipe. É essa capacidade que permite ao dispositivo ter “mais de 30% de eficiência em relação a um aparelho convencional”, completa o professor.

Vale ressaltar que esses números são calculados para o uso correto do aparelho. Ou seja: um ar-condicionado ligado por algumas horas em um ambiente com portas abertas, mesmo sendo do tipo Inverter, não vai atingir essa economia. Isso acontece porque o aparelho vai trabalhar na potência máxima, sem chegar à temperatura programada e, portanto, consumindo mais energia.

Vale a pena trocar?
Modelos com a tecnologia são mais caros. Um modelo Inverter com 12.000 BTUs, por exemplo, custa algo em torno de R$ 400 a mais em relação a um produto convencional com o mesmo número de BTUs. Apesar disso, é importante ter em mente que os gastos com energia tendem a aumentar, assim como as tarifas de luz.

Marangoni sugere que, ao comprar, o usuário opte por um produto mais eficiente: “Pode até ser um pouco mais caro na hora da compra, mas lembre-se que a vida útil é de 10 a 15 anos”. Dessa forma, é possível afirmar que os produtos Inverter são de fato uma boa opção de custo-benefício a longo prazo.

 

O que procurar em um ar-condicionado Inverter?
Segundo o professor da UTFPR, o consumidor que está em busca de um novo ar-condicionado deve se atentar ao selo Procel. Essa etiqueta indica a eficiência energética do produto e pode fazer a diferença na hora de escolher o modelo ideal. Os testes para determinar a nota de cada aparelho são feitos pelo Inmetro, e apenas aqueles que atingem determinados índices de consumo recebem a identificação.

Outra dica apontada pelo professor Filipe Marangoni é atentar aos números de Consumo de energia (kW/mês). Para descobrir esse valor, é necessário calcular a partir do consumo indicado para cada produto – existem diversos simuladores online oferecidos por concessionárias de energia, como Light e Enel, por exemplo. Tendo o número de kW/mês e uma conta de luz em mãos, é possível saber o quanto de dinheiro esse consumo significa e, assim, comparar os diferentes modelos.

 

A Light conta com um simulador de consumo que pode ajudar o usuário a chegar ao kW/h aproximado do produto ? Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand
A Light conta com um simulador de consumo que pode ajudar o usuário a chegar ao kW/h aproximado do produto —
Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

O número de BTUs é outra característica importante, já que indica a potência do ar-condicionado de acordo com o espaço em que será instalado. Em um quarto de cerca de 10 m², por exemplo, um produto com 9.000 BTUs deve ser ideal, mas o mesmo não vale para uma área maior, que precisaria de mais potência. Portanto, na hora de comprar, é necessário perguntar a um especialista o que seria mais indicado para o seu caso.

Quais as marcas e produtos no Brasil?
Existem diversas marcas com modelos Inverter à venda no Brasil, como Samsung, LG, TCL, Philco, Midea, entre outras. Levando em conta modelos com potência de 12.000 BTUs, que promete ser suficiente para ambientes de até 25 m², é possível encontrar produtos com preços a partir de, aproximadamente, R$ 1.600, caso do Split Inverter High Wall Frio, da Philco. Um pouco mais acima está o Split Digital Inverter Frio, da Samsung, que custa algo em torno de R$ 1.700 no comércio eletrônico. Já os Dual Inverter, da LG, com a mesma potência, aparecem por cerca de R$ 1.900.

Para fins de comparação, produtos convencionais com 12.000 BTUs têm preços que ficam abaixo dos R$ 1.200. Apesar disso, a promessa de economia dos dispositivos Inverter compensa esse valor a mais pago no ato da compra. Como completa o professor Filipe, “serão até 15 anos obtendo economia de 30% a 50% (de acordo com as fabricantes) em relação a um modelo convencional”.

 

 

 

 

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Energia solar reduz custos para todos os consumidores
Camila Pitanga engata primeiro namoro com uma mulher, diz jornal
Jovem que espancava a esposa tenta agredir PMs com facão e acaba morto a tiros em MS
Pistoleiros executam dois e deixam um bebê ferido na fronteira
© Copyright 2012 . Portal Água Clara