Água Clara/MS . 10 de Agosto de 2022

notícias : Economia

04/08/2022 as 13h39 / Por (Correio do Estado)

Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel

Em Mato Grosso do Sul, valor do litro do diesel ultrapassa os R$ 7<br />

Imprimir
  • - Preço do diesel terá redução de R$ 0,20 nas refinarias - Foto: Gerson Oliveira / Correio do Estado
- Ocultar Galeria

A Petrobras anunciou, nesta quinta-feira (4), corte de 3,6% no preço do óleo diesel nas refinarias.

De acordo com a estatal, a medida será vigente a partir desta sexta-feira (5).

Com a queda, o preço médio do diesel terá redução de R$ 0,20, passando de R$ 5,61 para R$ 5,41 nas distribuidoras.

Ao consumidor final, a queda não será refletida integralmente.

O Correio do Estado entrou em contato com o o diretor-executivo do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes (Sinpetro-MS), Edson Lazarotto, para saber o impacto nas bombas, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Nos postos de combustível de Campo Grande, o litro do óleo diesel já ultrapassa os os R$ 7.

Nas últimas reduções anunciadas pela Petrobras, o diesel permaneceu inalterado, havendo redução na gasolina.

Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o litro do óleo diesel estaba sendo comercializado no Brasil, em média, com o preço 2% acima do mercado internacional.

Hoje, a Petrobras anunciou a queda.

"Essa redução acompanha a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para o diesel, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio", disse a companhia.

O óleo diesel impacta diretamente na cadeia produtiva, desde a chegada dos insumos às lavouras até o abastecimento das gôndolas nos supermercados.

Gasolina e etanol
Combustíveis mais utilizados pela população, o etanol e a gasolina já ficaram mais baratos em Mato Grosso do Sul.

Quanto ao etanol, na semana passada, o governo do Estado reduziu o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o combustível de 17% para 11,3%.  

Já o preço da gasolina vem registrando quedas desde o mês de junho.

A primeira redução foi pela redução dos impostos federais, como PIS, Cofins e Cide.

No dia 1º de julho, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), reduziu a pauta fiscal da gasolina, derrubando o preço base para cálculo de R$ 5,64 para a R$ 4,6974.

Depois, no dia 6 de junho, o governador reduziu a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina de 30% para 17%.

A decisão de redução no imposto segue o que determina a lei federal.

No dia 19 de julho, a Petrobras anunciou corte de 4,9% no preço médio de venda da gasolina por suas refinarias, que também impactou em queda nos preços ao consumidor.

Por último, no dia 28 de julho, nova queda no preço da gasolina foi anunciada, de R$ 0,15 no litro, nas refinarias.

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Construir em MS fica mais caro e chega ao custo médio de R$ 1,6 mil por m², diz IBGE
Prefeitura anuncia última semana de inscrições para o concurso Miss Água Clara
Em MS, homens são 100% dos casos confirmados de varíola dos macacos
Estado registra 23 mortes pela covid-19 em uma semana
 Copyright 2012 . Portal gua Clara