[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
Água Clara/MS . 14 de Dezembro de 2017
Entrevistas

27/11/2017 as 14h01 / Por (Veja.com )

Bolsonaro: 'Policial que não mata não é policial'

Imprimir

Amarelas Ao Vivo: São Paulo, SP, 27 ? 11 ? 2017. Fórum Amarelas VEJA ao vivo. Na foto Jair Bolsonaro, deputado entrevistado por Augusto Nunes, colunista de VEJA. Foto Antonio Milena
© VEJA.com São Paulo, SP, 27 – 11 – 2017. Fórum Amarelas VEJA ao vivo.
Na foto Jair Bolsonaro, deputado entrevistado por Augusto Nunes, colunista
da VEJA. Foto Antonio Milena

 

O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) usou da sua tradicional retórica para defender a violência policial e o armamento da população, em evento Amarelas ao Vivo, promovido pela VEJA nesta segunda-feira.

Perguntado sobre a participação de policiais militares na morte de centenas de pessoas no Rio, o pré-candidato à presidência da República afirmou que “policial que não mata não é policial”.

Ele também se disse a favor do direito de proprietários de terra portarem fuzis para enfrentarem movimentos sem terra. Brincou até que seria uma boa ideia instituir o “bolsa fuzil”. “A propriedade privada é sagrada ou não? Então, dentro da nossa casa, para o fazendeiro, fuzil, é sagrado ou não é?”, questionou o parlamentar.

Bolsonaro também foi questionado sobre o foro privilegiado, do qual ele é beneficiário como deputado federal e que foi contestado pelo juiz Sergio Moro e pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso algumas horas antes, entrevistados no mesmo evento. O parlamentar disse ser a favor da manutenção da prerrogativa e classificou como um “engodo” o projeto aprovado no Senado, em março, que põem fim ao foro. Segundo ele, mesmo se não tiverem o direito de serem julgados apenas pelo Supremo, os parlamentares continuariam postergando o desfecho dos processos judiciais por meio de infindáveis recursos nas instâncias inferiores.

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Brincando com funcionário, empresário de Três Lagoas dispara espingarda de pressão e mata homem
Achou o IPVA caro demais? Confira como recorrer do valor em MS
Passageiro de ônibus é preso em MS com maconha e skunk na mochila
Pai, mãe e filha de 13 anos são flagrados com dinheiro falso nos calçados em MS
© Copyright 2012 . Portal Água Clara