[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 18 de Outubro de 2018
Entrevistas

27/09/2018 as 10h07 / Por (G1)

'Rocky' de 79 anos impressiona em praça do RJ com treinos de 5h

Ex-lutador de boxe, faixa preta de judô e campeão de fisiculturismo, Robert Regard exibe músculos em praça na TIjuca. Ele foi Mister França e vice do Mister Universo.

Imprimir

Robert exibe seus músculos — Foto: Jorge Soares/G1
Robert exibe seus músculos — Foto: Jorge Soares/G1

O interfone do apartamento tocou, e o porteiro avisou ao aposentado Robert Regard, de 79 anos, que a equipe de reportagem havia acabado de chegar. Ele pediu 10 minutos, tempo para sua “preparação”: passar um óleo corporal e colocar faixa na cabeça, bandagem nas mãos e short de lutador, no melhor estilo Rocky Balboa - personagem clássico de Sylvester Stallone nos cinemas.

Robert orientou que o esperássemos na Praça Xavier de Brito, a Praça dos Cavalinhos, na Tijuca, Zona Norte do Rio, a dois quarteirões da casa dele. Das 9h às 14h — pontualmente e todos os dias —, o espaço é transformado em um ringue de boxe e vira cenário das lutas imaginárias e treinamentos do francês, morador do bairro há 13 anos.

Quase Mister Universo
Nascido em Annecy, uma cidade nos Alpes da França, Robert não conheceu o pai e foi abandonado pela mãe, que tinha problemas com alcoolismo. Foi levado para um abrigo e, ao completar 14 anos, começou a praticar boxe. Nascia ali a paixão pelo esporte que o acompanha até os quase 80 anos.

“No boxe, tenho 18 lutas e 16 vitórias. O último combate eu perdi por pontos e abandonei, desanimei. Fui fazer judô e, daí, consegui fazer fisiculturismo. Eu não parava. Fui Mister Paris em 1960, Mister França em 1967 e fiquei em segundo lugar no Mister Universo, em 1972, na Suíça. Disputei o mundial com Arnold Schwarzenegger. Não na mesma categoria, porque eu pesava 80 quilos”, diz.

Robert Regard nos tempos de mister França — Foto: Arquivo Pessoal
Robert Regard nos tempos de mister França — Foto: Arquivo Pessoal

 

Há 40 anos, Robert desembarcou no Brasil para trabalhar em uma rede de supermercados, deixando cinco filhos e ex-mulher na França, com quem diz ter pouco contato. No Rio de Janeiro, conheceu outra mulher, com quem tem uma filha. Estão separados há 20 anos, mas vivem no mesmo apartamento, onde também pratica sua malhação diária.

“Eu acordo às 7h, tomo café frio, sem açúcar. Não gosto de café quente, e açúcar não entra na minha casa. Quebro um ovo e tomo a clara; como seis bananas por dia. Me preparo e todo dia e venho à praça. Pratico boxe, luta, e também exercito o tríceps, peitoral... Tenho até pesos em casa”, diz Robert, em um português ainda com sotaque francês carregado.

O porte atlético impressiona quem passa pela praça. Ele jura que nunca usou anabolizantes e que o segredo está na disciplina e na alimentação regrada.

“Nunca tomei nenhum suplemento. Eu faço minha comida. Para mim, ter um estilo de vida saudável é tudo. Não tem mistério. Ou você segue o caminho certo, ou vai abandonar. Nunca fumei, bebi, nem usei anabolizante. Eu sou contra. Na França, muita gente usava, meus colegas estão todos mortos.”

Robert é quase uma atração turística no bairro e diz não sentir falta da França. Solteiro, brinca que as namoradas “vão bem”, mas assume que a idade o fez ficar mais devagar.

“Eu paquero, mas eu já estou velho, sem dente. Fica difícil”, conta.

Robert faz pose de fisiculturista — Foto: Jorge Soares/G1
Robert faz pose de fisiculturista — Foto: Jorge Soares/G1

 

'Fora da média', diz médico

Para o ortopedista Marcelo Mandarino, o treino pesado e a boa forma física de Robert são um ponto fora da curva. “Ele é um caso fora da média, do que vemos no dia a dia. Há uma série de fatores, o fator genético é importantíssimo, a memória muscular, o treinamento que ele fez durante toda a vida adulta. Esse estilo de vida vai dizer se o indivíduo vai chegar igual ao Robert ou não com essa idade.”

Apesar da saúde de Robert, o médico faz um alerta sobre exercícios de alto impacto para idosos.

“Idealmente, exercícios próprios para o idoso são de baixo impacto, orientados e supervisionados. O ideal é respeitar a anatomia do idoso, as degenerações que ele pode ter. Atividade física é fundamental. O idoso sedentário está sujeito a doenças cardiovasculares, do aparelho motor, e doenças do sistema nervoso central. Não existe idade para começar, qualquer idade é bem-vinda, o que importa é não ficar parado.”

Entre contrações de bíceps e peitoral, o francês posa para fotos nos intervalos. Não é o verdadeiro Stallone, mas já se acostumou a ser comparado com o astro de Hollywood, 7 anos mais novo.

“Muita gente me compara ao Stallone. E eu agradeço! Tenho um estilo do Stallone. Vejo semelhança na musculatura, peitoral, short, faixa na cabeça”, e alfineta: Só não sei se ele tomou anabolizante."

Robert Regard foio mister França — Foto: Jorge Soares/G1
Robert Regard foio mister França — Foto: Jorge Soares/G1

 

Recortes de jornais com reportagens de Robert — Foto: Jorge Soares/G1
Recortes de jornais com reportagens de Robert — Foto: Jorge Soares/G1

 

Robert Regard é comparado a Stallone — Foto: Jorge Soares/G1
Robert Regard é comparado a Stallone — Foto: Jorge Soares/G1

 

Robert treina na praça dos Cavalinhos, na Tijuca — Foto: Jorge Soares/G1
Robert treina na praça dos Cavalinhos, na Tijuca — Foto: Jorge Soares/G1

 

Robert Regard se exercita na praça — Foto: Jorge Soares/G1
Robert Regard se exercita na praça — Foto: Jorge Soares/G1

 

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Mãe acaba na polícia após festa para criança regada a vodka e narguilé em MS
Em Campo Grande, empresário é executado a tiros em cachaçaria
Aluno de 9 anos entra armado em escola particular de Campo Grande e atira na perna
"Enfim uma pesquisa mostra o que sinto nas ruas", diz Odilon após pesquisa DATAmax
© Copyright 2012 . Portal Água Clara