[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 16 de Julho de 2018
notícias : Esporte

12/07/2018 as 08h36 / Por (Gazeta Esportiva)

Nada de amistoso: Corinthians e Cruzeiro empatam diante de mais de 37 mil pessoas em Itaquera

Imprimir
Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press -
- Ocultar Galeria

O Corinthians fechou sua preparação na inter-temporada com um empate por 2 a 2 diante do Cruzeiro, na noite desta quarta-feira, na Arena Corinthians. Depois de sair perdendo por 2 a 0 ainda no começo da partida, com gols marcados por Henrique e Rafael Sóbis, o Timão reagiu e, por meio de um tento de Paulo Roberto e outro de Pedrinho, superou até um pênalti (inexistente) desperdiçado por Jadson.

O empate se soma ao triunfo corintiano no Mineirão, na semana passada, por 2 a 0, e à vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio no domingo, em Itaquera, construindo um saldo positivo para a parada da Copa do Mundo. Os cruzeirenses, que haviam sido derrotados em casa e empataram com o Coimbra, no final de semana, ao menos mostraram um bom futebol na etapa inicial.

Os dois times agora se preparam de vez para o retorno das competições oficiais. Enquanto o Corinthians tem uma semana completa até a retomada do Campeonato Brasileiro, no dia 18, quarta-feira, contra o Botafogo, também em Itaquera, a Raposa volta à disputa séria já na segunda-feira, contra o Atlético-PR, às 20h (de Brasília), no Mineirão. O duelo, no entanto, é válido pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil, que começou com vitória dos mineiros no jogo de ida, na Arena da Baixada.

Cruzeiro aproveita falhas e abre vantagem

O primeiro tempo em Itaquera contou com um clima de festa orquestrado pela ótima presença de público, majoritariamente feminino. Impulsionado pelos gritos da arquibancada, o Timão tentou uma pressão inicial e até movimentou bem a bola, mas foi punido na primeira escapada do adversário. Após falta na entrada da área, o Cruzeiro iniciou uma blitz no campo de ataque, que incluiu dois escanteio e quatro cruzamentos até Henrique, na primeira trave, desviar para abrir o placar.

Atrapalhado também pela saída de Mantuan, já que Paulo Roberto entrou frio no lance e não conseguiu disputar com o meio-campista adversário. Sem as jogadas pelo lado direito, o Alvinegro passou a insistir muito pela esquerda, tornando-se presa mais fácil para a marcação adversária. Os visitantes, então, mostraram que continuavam ligados e não demoraram a ampliar a vantagem em campo.

Aproveitando uma falha de comunicação da defesa, Robinho apareceu com espaço na direita e cruzou na medida para Rafael Sóbis, completamente livre no meio da zaga. O atacante cabeceou no contrapé de Cássio, que ainda tentou se esticar para fazer a defesa, mas não evitou o gol. Em uma resposta rápida, Romero tentou chute cruzado e Fábio espalmou, contando com o corte de Dedé na sobra.

O Timão não sentiu dificuldades com o segundo gol e manteve sua postura ofensiva. Mateus Vital, chamando sempre a jogada para o meio, acertou uma boa enfiada para Rodriguinho dentro da área. O meia ganhou no corpo de Dedé e cruzou rasteiro. Matheus não alcançou e, livre na segunda trave, Paulo Roberto chutou forte, sem chances para Fábio, diminuindo o prejuízo dos anfitriões no intervalo.

Jadson vacila, mas reservas reagem

O Alvinegro voltou para o segundo tempo com uma formação um pouco diferente, colocando Jadson na vaga de Renê Júnior e apostando em um 4-1-4-1, com Roger no posto de Matheus Matias. Com Rodriguinho formando uma linha mais recuada ao lado do camisa 10, os corintianos mantiveram por mais tempo a posse de bola, mas tiveram muitas dificuldades de furar as linhas de marcação do adversário, sem modificações.

Em um lance fortuito, Roger aproveitou vacilo de Dedé e apareceu cara a cara com Fábio, tocando na frente e se jogando na sequência, sem qualquer contato do arqueiro. O juiz apontou pênalti inexistente e não mudou de ideia nem com os veementes protestos dos cruzeirenses. Na cobrança, porém, Jadson chutou muito mal, por cima do gol, amenizando o prejuízo cruzeirense e causando muitas encaradas dos mineiros diante da arbitragem.

Osmar Loss resolveu movimentar mais seu banco de reservas e, em meio a um batalhão de substituições, mandou a campo a dupla que lhe resolveu o embate. Marquinhos Gabriel e Pedrinho, um aberto em cada lado, mostraram boa movimentação e conseguiram construir o gol do embate corintiano. Após dois dribles do 31, Pedrinho aproveitou que a zaga não cortou o cruzamento e chutou forte, sem chances para Fábio.

A torcida se empolgou e pediu a virada, mas o Cruzeiro pareceu acordar com a igualdade e foi quem chegou mais perto da vitória nos minutos finais. A cabeçada de David, sem marcação, e o chute de Ariel Cabral, na entrada da área, porém, foram centímetros ao lado do gol de Cássio, selando o 2 a 2.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 2 CRUZEIRO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 11 de julho de 2018, quarta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Lucas Canetto Bellote
Assistentes: Risser Jarussi Corrêa e Marco Antônio Motta Júnior
Público: 36.830 pagantes
Renda: R$ 504.421,80
Cartões amarelos: Edilson (Cruzeiro)
Gols:
CORINTHIANS: Paulo Roberto, aos 38 minutos do primeiro, e Pedrinho, aos 39 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Henrique, aos 15, e Rafael Sóbis, aos 24 minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Cássio; Mantuan (Paulo Roberto), Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar (Juninho Capixaba); Gabriel (Léo Santos) e Renê Júnior (Jadson); Romero (Marquinhos Gabriel), Rodriguinho (Rodrigo Figueiredo) e Mateus Vital (Pedrinho); Matheus Matias (Roger)
Técnico: Osmar Loss

CRUZEIRO: Fábio; Edílson (Lucas Romero), Dedé (Murilo), Leo e Egídio (Marcelo Hermes); Henrique (Ezequiel) e Lucas Silva (Ariel Cabral); Robinho (Bruno Silva), Thiago Neves e Rafinha (Patrick Brey); Rafael Sobis (David)
Técnico: Mano Menezes

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Salário mínimo aprovado para 2019 cai de R$ 1.002 para R$ 998
Cartórios querem revisão dos valores cobrados pelos serviços em MS
Traficante abandona Jeep carregado com 243 kg de maconha em MS
Prefeituras abrem concursos com salários de até 10,7 mil em MS
© Copyright 2012 . Portal Água Clara