[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 20 de Julho de 2018
notícias : Notícias

15/05/2018 as 08h03 / Por (Correio do Estado)

Fábrica de fertilizantes em Três Lagoas teria dívida de R$ 80 milhões em MS

Imprimir
- Petrobras negocia venda da unidade para grupo russo que deverá ser concluída em 90 dias - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estad
- Ocultar Galeria

O juiz substituto da 1ª Vara do Trabalho de Três Lagoas, Márcio Alexandre da Silva, concedeu liminar na semana passada para impedir que o valor depositado judicialmente pela Petrobras para pagamento de fornecedores da fábrica de fertilizantes UFN3 seja liberado a credores até o fim do processo de negociação e venda da unidade à empresa russa Acron. O montante bloqueado chega a R$ 40 milhões. Somadas, as dívidas trabalhistas e com fornecedores, acumuladas pela Petrobras e pelo consórcio formado pelas empresas Galvão Engenharia (em recuperação judicial) e Sinopec, chegam a R$ 80 milhões.

Solicitada à Vara de Fazenda Pública e Registros Públicos de Três Lagoas, a medida cautelar tem como objetivo garantir o direito de preferência no pagamento de 1,5 mil trabalhadores da unidade, paralisada desde 2014, diante de rumores de que no processo de venda da planta da fábrica de fertilizantes estariam sendo colocados em negociação pela estatal como passivo de dívidas a pagar apenas os débitos com os 178 fornecedores, que chegam a R$ 40 milhões. 

“Os trabalhadores têm o privilégio legal de receber antes, e, se de fato a Petrobras está atrelando a venda da UFN3 ao pagamento de fornecedores, ela tem a obrigação legal de pagar os trabalhadores”, afirmou.  

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Em MS, menina de 10 anos pede ajuda para família no Facebook e comove internautas
Puccinelli e filho são presos pela PF em Campo Grande
Mãe de criança morta em acidente na BR-262 não resiste a ferimentos e morre no Hospital Auxiliadora
Dupla foge de policiais do DOF e abandona S10 com maconha no interior de MS
© Copyright 2012 . Portal Água Clara