Água Clara/MS . 04 de Dezembro de 2021

notícias : Notícias

14/10/2021 as 10h22 / Por (Rádio Caçula)

Crianças são intoxicadas após doação de doces em Três Lagoas

Imprimir
  • -
- Ocultar Galeria

O Conselho Tutelar de Três Lagoas (MS) foi quem levou até a Polícia o caso das crianças intoxicadas após participarem de festas do “Dia das Crianças” em Três Lagoas (MS) na última terça-feira (12). Ao todo, quatro crianças apresentaram os sintomas de alucinações e precisaram ser socorridas até o Hospital Auxiliadora. As vítimas continuam internadas.

Segundo informações, após comerem doces doados pelo bairro as vítimas, de 4, 9 e 16 anos apresentaram sintomas de perca de sentido, de espaço e tempo e não estavam responsivas. “Estavam lerdas para responder, pareciam alucinadas”, disse uma testemunha.

O hospital que entrou em contato com o Conselho Tutelar na manhã da última quarta-feira (13) informando o caso. Segundo o relatado pela conselheira Mirian Herrera, por volta das 7h recebeu uma ligação informando que as três crianças teriam dado entrada na unidade de saúde apresentando alucinações após ingerirem balas doadas nas festas.

A polícia investiga se a intoxicação das crianças e adolescentes tem ligação com os doces ingeridos e já identificou os responsáveis pelas festas realizadas.

Um dos organizadores do evento, Eduardo Pereira (53 anos), alegou em entrevista a Rádio Caçula que o evento é realizado há mais de 10 anos no município e que nunca havia acontecido nada parecido.

Eduardo contou que a festa de Dia das Crianças começou quando ele sofreu uma queimadura e a mãe, “dona Nenê” fez uma promessa para Nossa Senhora Aparecida, que se ele voltasse a falar iria fazer uma festa pra as crianças todos os anos.

Ele ainda relatou ter guardado parte dos doces que sobraram do evento para que se possa ser feita uma perícia, na intenção de verificar se há algo de errado com os alimentos. Segundo ele, mais de 200 pessoas participaram do evento, mas apenas quatro crianças apresentaram os sintomas relatados pelo hospital.

 

Eduardo ainda informou que várias festas foram realizadas pelo bairro e que pessoas também distribuíram doces pelas ruas. O Conselho Tutelar e a Polícia Civil seguem acompanhando o caso e denúncias podem ser realizadas através dos telefones (67) 3929-1173, ou (67) 9 9226-8210 (WhatsApp).

 

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Água-Clarense perde mais de R$ 300,00 ao fazer entregas de pudim e suplica devolução do dinheiro
Ministério confirma cinco casos da variante Ômicron no Brasil
Projeto de lei com reajuste salarial da PM e do Corpo de Bombeiros é aprovado em MS
Com ameaça de nova variante, MS não descarta passaporte da vacina
 Copyright 2012 . Portal gua Clara