/** PIXELS **/ /** PIXELS **/ Polícia prende ex-deputado estadual e ex-prefeito de cidade de MS por desvio de dinheiro - Portal Água Clara
[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
banner
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 23 de Maio de 2019
notícias : Polícia

13/03/2019 as 08h59 / Por (G1 MS)

Polícia prende ex-deputado estadual e ex-prefeito de cidade de MS por desvio de dinheiro

Imprimir
- Ex-prefeito de Aquidauana, Raul Freixes ? Foto: Reprodução/TV Morena/Arquivo
- Ocultar Galeria

A Polícia Militar (PM) cumpriu mandado de prisão em desfavor do ex-apresentador e radialista, ex-deputado estadual e também ex-prefeito de Aquidauana, Raul Martines Freixes, de 58 anos. Ele foi preso no final da tarde dessa segunda-feira (11), sendo encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro e, em seguida, para a 3ª Delegacia de Polícia, em Campo Grande.

A reportagem tentou contato com a defesa de Raul, porém, não conseguiu conversar com ninguém até o momento.

"Ele passou a noite aqui na cela e estão providenciando a remoção dele para algum presídio da capital ou então de Aquidauana. Raul permaneceu aqui porque possui curso superior", afirmou ao G1 o delegado Geraldo Marim Barbosa, titular da unidade policial.

A PM informou que a Força Tática, do 1° Batalhão, foi acionada pelo 190 para deslocar até o Centro Integrado de Justiça (Cijus) e cumprir o mandado. No entanto, ele passou mal e precisou ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Posteriormente, ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Leblon, onde permaneceu em observação médica e depois levado até a delegacia.

Conhecido como Raul Freixes, o suspeito possui antecedentes por calúnia, em 2011, injúria no ano seguinte, apropriação indébita em 2014 e ameaça no ano de 2017. Já em 2013, ele foi preso no dia 25 de agosto, após ter o pedido de prisão domiciliar negado. Conforme a investigação, havia a acusação de desvio de dinheiro público. Pelo crime ele foi condenado a quatro anos e oito meses de reclusão, em regime inicial aberto.

No pedido de prisão domiciliar, a defesa sustentou que Freixes tinha depressão e síndrome do pânico com possibilidade de suicídio e que sua enfermidade se agravou em razão de ter sido ameaçado no interior da unidade prisional.

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Mais de 200 mil trabalhadores tem direito ao abono salarial em MS
Maiores de 14 poderão praticar tiro com autorização dos dois pais
Novo decreto garante posse de fuzil para donos de imóvel rural
Homem é preso com R$ 9 mil em notas falsas no interior de MS
© Copyright 2012 . Portal Água Clara