/** PIXELS **/ /** PIXELS **/ Adolescente chora sobre corpo de pai morto com tiros de fuzil na fronteira do Paraguai com MS - Portal Água Clara
[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
Água Clara/MS . 14 de Outubro de 2019
notícias : Polícia

09/10/2019 as 08h50 / Por (G1 MS)

Adolescente chora sobre corpo de pai morto com tiros de fuzil na fronteira do Paraguai com MS

Imprimir
- Adolescente chora sobre corpo de pai, que foi executado com tiros de fuzil e pistola, em Pedro Juan Caballero, Paraguai. ? Foto: Léo Veras/Porã News
- Ocultar Galeria

Um adolescente que não teve a idade revelada foi flagrado na manhã desta terça-feira (8) chorando sobre o corpo do pai executado a tiros de fuzil, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira seca com o Brasil, por Ponta Porã.

De acordo com a Polícia Nacional do Paraguai, a vítima, o paraguaio Virgilio Veras, de 41 anos, estava sentado na frente de casa quando dois homens chegaram em uma caminhoneta e fizeram os disparos usando um fuzil calibre 7.62 e uma pistola calibre 9 mm. Os tiros atingiram a cabeça da vítima.

O filho da Virigilio que segundo uma testemunha que preferiu não se identificar, estava na escola no momento da execução e ao saber que o pai tinha sido morto, correu para o local. Desesperado, o jovem se jogou sobre o corpo do pai. Chorando muito, ele foi amparado por policiais e por familiares.

Conforme o registro policial, antes de ser executado, o homem teria chegado em casa em uma motocicleta e estava na frente da residência com alguns amigos tomando tereré, uma bebida típica da região. Ele morreu antes do socorro chegar.

 

Homem foi morto com tiros de pistola e de fuzil na fronteira do Paraguai com MS. ? Foto: Léo Veras/Porã News
Homem foi morto com tiros de pistola e de fuzil na fronteira do Paraguai com MS. — Foto: Léo Veras/Porã News

 

O corpo da vítima foi levado para o Instituto Médico de Pedro Juan Caballero. A Polícia Nacional do Paraguai investiga o caso e até a publicação desta reportagem nenhum suspeito foi identificado.

Fronteira violenta
Estimativas das polícias Civil, do Brasil, e Nacional, do Paraguai, apontam que de janeiro até o início de outubro deste ano haviam sido registrados nas cidades de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero, mais de 100 homicídios, número 66% maior do que os cerca de 60 de todo o ano passado.

As forças policiais dos dois países apontam que a maior parte das mortes estão relacionadas a disputas de organizações criminosas pelo controle do tráfico de drogas na região.

Fronteira x Estatística Brasil
Em contrapartida, o Brasil registra uma queda de 22,6% nas mortes violentas nos primeiros sete meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2018. É o que mostra o índice nacional de homicídios criado pelo G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Somente em julho, houve 3,1 mil assassinatos, contra 4,1 mil no mesmo mês do ano passado. Já no período que engloba os sete meses, foram 24,4 mil mortes violentas — 7,1 mil a menos que o registrado de janeiro a julho de 2018.

Mortes mês a mês no Brasil ? Foto: Rodrigo Cunha/G1
Mortes mês a mês no Brasil — Foto: Rodrigo Cunha/G1

 

A tendência de queda nos homicídios do país tem sido mostrada pelo G1 desde o balanço de 2018 – a maior queda dos últimos 11 anos da série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com 13%. Já no 1º semestre deste ano, a queda foi de 22%.

O número de assassinatos, porém, continua alto: 1 a cada 12 minutos, em média, neste ano.

METODOLOGIA: Monitor da Violência

O levantamento faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados apontam que:

- houve 7.109 mortes a menos nos primeiros sete meses de 2019
- todos os estados do país apresentaram redução de assassinatos no período
- três estados tiveram quedas superiores a 30%: Ceará, Rio Grande do Norte e Acre

Todos os estados registram redução de mortes violentas ? Foto: Betta Jaworski/G1
Todos os estados registram redução de mortes violentas — Foto: Betta Jaworski/G1

 

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Autorizado, novo Refis de MS terá desconto de até 95% de juros e multas
A cada fim de semana, polícia ambiental descobre 1 caso de caça ilegal em MS
Motorista bêbado atropela e mata adolescente de 15 anos, em Campo Grande
Policial de MS suspeito de sumir com 170 kg de droga entra na mira do MP
© Copyright 2012 . Portal Água Clara