/** PIXELS **/ /** PIXELS **/ Simone diz que indicação de Eduardo para embaixada é maior erro de Bolsonaro - Portal Água Clara
[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 07 de Dezembro de 2019
notícias : Política

16/07/2019 as 08h03 / Por (Midiamax)

Simone diz que indicação de Eduardo para embaixada é maior erro de Bolsonaro

Imprimir
- Senadora Simone Tebet (Foto: Jane de Araújo/Agência Senado_
- Ocultar Galeria

A senador sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB) afirmou nesta segunda-feira (15) que a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para ocupar o cargo de embaixador do Brasil nos EUA é o maior erro do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), desde que assumiu o comando do país.

Simone, que também presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, frisa que a indicação tem chances de ser recusada pelos senadores, o que pode expor fragilidade do Governo Federal em votações. Ela frisa que Bolsonaro deveria ter avaliado melhor qual o “sentimento” do Senado sobre a questão.

“Acho que ele corre sérios riscos de mandar [a indicação de Eduardo Bolsonaro] para o Senado e ser derrotado. A votação é secreta. Não tem precedentes no mundo, em países democráticos”, comenta Simone.

Votação no Senado

A indicação de embaixador precisa ser aprovada no Senado e, por Eduardo ser filho do presidente, além de possuir capacitação questionável para o cargo, encontra resistência de vários parlamentares.

Primeiro, ele vai passar por sabatina na Comissão de Relações Exteriores, onde seu nome será analisado por 17 integrantes. Depois, os 81 senadores analisam a questão em plenário. Na comissão, pelo menos seis integrantes se mostraram contrários ao nome de Eduardo, enquanto sete se manifestaram a favor.

Dois a favor, uma contra em MS

Um dos parlamentares da comissão a favor da indicação é o também sul-mato-grossense Nelsinho Trad (PSD), presidente do grupo, que afirmou não ver problema na indicação. Já a senadora Soroya Thronicke (PSL) se manifestou também favorável em rede social, dizendo que é necessário confiar nas decisões de Bolsonaro.

“A sabatina expõe demais o governo e pode dar uma fragilidade que o Governo ainda não tem na casa. Eu tenho esse sentimento hoje, tenho sentido algumas pessoas que defendem o Governo com unhas e dentes questionando que isso foi erro. Mas enfim, o tempo dirá”, frisa Simone, em opinião discordante dos outros dois senadores do Estado.

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Casal filma sucuri de 7 metros ao descer de boia cross rio em Bonito-MS
Trio é preso em Três Lagoas tentando transportar 114 kg de maconha
Gemêas dormem há meses: Desde que nasceram, Ana Júlia e Ana Sofia não acordam
Último lote de restituição do IR pagará R$ 8,7 milhões a 4,6 mil em MS
© Copyright 2012 . Portal Água Clara