/** PIXELS **/ /** PIXELS **/ Mortes por gripe chegam a 26 no Estado; Água Clara tem um óbito confirmado - Portal Água Clara
[PLANTÃO DE NOTÍCIAS]
banner
CLIQUE PARA FECHAR
Água Clara/MS . 16 de Julho de 2019
notícias : Saúde

27/06/2019 as 07h52 / Por (94 FM)

Mortes por gripe chegam a 26 no Estado; Água Clara tem um óbito confirmado

Os municípios sul-mato-grossenses que tiveram a maior parte das vítimas fatais da doença, até agora, são Campo Grande e Três Lagoas

Imprimir
- Ocultar Galeria

Mato Grosso do Sul já registrou 26 mortes por gripe desde que 2019 começou até esta quarta-feira (26). Os municípios sul-mato-grossenses que tiveram a maior parte das vítimas fatais da doença, até agora, são Campo Grande e Três Lagoas, com sete e seis óbitos, respectivamente. O subtipo do vírus Influenza A H1N1 tem sido o mais letal.

 

Com dados consolidados até hoje, o mais recente boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde revela que as notificações suspeitas somam 840. Durante todo o ano passado, em que 33 moradores perderam suas vidas, foram 1.028. 

Nos 10 anos recentes, Mato Grosso do Sul teve em 2016 o maior número de vítimas fatais da influenza. Em 2009 foram 27, enquanto 2010 e 2011 transcorreram sem óbitos, oito mortes em 2012, número que passou a 15 em 2013, para 29 em 2014 e 7 em 2015, antes dos 103 de 2016. Em 2017 seis pessoas morreram. 

Desde 2019 começou, Campo Grande teve sete óbitos causados pela influenza, Três Lagoas seis, Corumbá três, Aquidauana dois, Inocência um, Rio Verde de Mato Grosso dois, Porto Murtinho, Mundo Novo, Água Clara, Naviraí, e Bonito, um cada.

Na capital, as vítimas foram majoritariamente por Influenza A H1N1, uma idosa de 84 anos em 26 de maio, um bebê de um ano em 10 de junho (o único por Influenza A N Subtipado), mês que teve a morte de uma mulher de 57 anos dia 11, um idoso de 76 anos dia 12, uma mulher de 59 anos dia 15, outro bebê de um ano dia 18, e outra mulher, de 51 anos, dia 22.  

Em Três Lagoas, morreram um homem de 48 anos dia 24 de abril, um idoso de 83 anos no dia 30 daquele mês, outro idoso, de 64 anos, em 1 de maio, uma idosa de 63 anos dia 7 de maio, além de um idoso de 80 anos em 25 daquele mesmo mês, e um homem de 53 anos em 14 de junho. Todas as vítimas fatais da Influenza A H1N1.

Em Corumbá morreram um homem de 41 anos em 23 de janeiro por Influenza A H3N2, e duas mulheres, de 36 e 49 anos, dias 1 e 9 de junho, ambas por Influenza A H1N1. 

No município de Aquidauana, os óbitos registrados por Influenza A H1N1 foram de um homem de 33 anos em 30 de abril e de uma mulher de 45 anos em 12 de junho. 

As duas vítimas fatais de Rio Verde de Mato Grosso foram um homem de 59 anos dia 27 de maio por Influenza A. H1N1 e de uma idosa de 87 anos dia 3 de junho por Influenza A N Subtipado. 

A única morte em Inocência foi por Influenza A H1N1, um homem de 52 anos dia 27 de maio. Essa mesma variação da gripe matou um homem de 33 anos dia 30 de maio em Porto Murtinho, um homem de 46 anos dia 5 de junho em Mundo Novo, outro homem, de 55 anos, dia 11 de junho em Água Clara, um idoso de 62 anos dia 11 de junho em Naviraí, e outro homem, de 59 anos, dia 14 de junho em Bonito. 

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
Justiça de MS determina que estado ofereça professor de apoio para aluna com Síndrome de Down
Ao ser flagrado furtando alimentos de fazenda, homem é amarrado em veículo e levado até a Delegacia
Consumidor já pode entrar em lista para bloquear ligação de telemarketing
Bandidos invadem agência da Caixa e fogem com mais de R$ 200 mil em Campo Grande
© Copyright 2012 . Portal Água Clara