Água Clara/MS . 05 de Março de 2021

notícias : Polícia

22/02/2021 as 10h07 / Por Danielli Brito (Hoje Mais)

Amigos e familiares pedem orações ao casal atropelado na calçada em Três Lagoas

O pai de Diogo encaminhou um oficio no final do ano passado ao comandante da PM pedindo para reforçar o policiamento no local onde nos finais de semana ocorre aglomeração de pessoas, uso de bebida alcoólica e até brigas

Imprimir
  • - Heloisa Fonseca da Silva de 23 anos e o namorado Diogo Goulart foram atropelados por um motorista embriagado (Reprodução/Facebook)
- Ocultar Galeria

A jovem Heloisa Fonseca da Silva de 23 anos e o namorado Diogo Goulart Hoda de 27 anos permanecem internado no Hospital Auxiliadora e o quadro clínico do casal encontra-se estável. Heloisa e Diogo foram atropelados quando estavam sentados na calçada em frente a uma residência na Rua Alfa no Jupiá, na noite deste domingo, 21.

Segundo a assessoria de comunicação do hospital, o casal deu entrada na unidade por volta das 20h30 com ferimentos graves. Diogo precisou ser submetido a uma cirurgia e urgência e está em observação médica. Já a namorada dele, foi encaminhada para a clínica cirúrgica e está aguardando procedimento cirúrgico. Ela está consciente e aguardando exames.

Nas redes socais amigos do casal e dos familiares estão pedindo orações para o reestabelecimento da saúde dos dois.

ACIDENTE

Na noite de ontem, 21, a PM (Polícia Militar) foi solicitada a comparecer no Jupiá onde havia ocorrido um grave acidente e que o condutor do veículo Gol com placas de Porto Velho estava em visível estado de embriaguez. O motorista ainda tentou deixar o local, mas acabou sendo agredido pelos moradores que impediram sua fuga.

Conforme o boletim de ocorrência, o motorista perdeu o controle do carro em virtude de estar sob influência de álcool. Antes de atingir o casal, ele colidiu em uma motocicleta que estava estacionada na rua.

A PM fez o teste do bafômetro e o resultado apontou 1,04 MG/L de álcool por litro de ar. Ele recebeu voz de prisão e foi entregue na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para os procedimentos necessários.

O pai de Diogo que é presidente da Associação de Moradores e Amigos do bairro de Jupiá, encaminhou um oficio no final do ano passado ao comandante da Polícia Militar de Três Lagoas pedindo para reforçar o policiamento no local onde nos finais de semana ocorre aglomeração de pessoas, uso de bebida alcoólica e até brigas. O fato estaria afastando turistas do Jupiá e colocando em risco a segurança dos moradores.

COMENTÁRIOS
VEJA TAMBÉM
PM iniciará fiscalização de trânsito mais rigorosa com bicicletas elétricas em Água Clara
Assessor morre atingido por tiro em fazenda de Leonardo em Goiás
Homem morre esfaqueado no pescoço após briga por celular em Três Lagoas
Recém-nascida é encontrada morta enrolada em cobertores no matagal em Ponta Porã